Entenda o que é externalidade e quais os seus principais impactos

Quando se busca entender o que é externalidade, temos a tendência de levar em consideração apenas o seu viés ambiental. Mas as externalidades não se limitam ao meio ambiente, podendo provocar, também, efeitos econômicos e sociais.

Identificar as consequências provocadas pela atividade da empresa, conhecendo seus efeitos positivos e negativos na sociedade, é um passo importante de toda gestão responsável. Vale o esforço inicial de conhecer para planejar futuras ações.

Continue a leitura e entenda o que é externalidade e quais os seus principais impactos.

O que são externalidades?

A conceituação de externalidade não é absoluta. No entanto, considera-se que sejam custos ou benefícios resultantes de uma atividade e que são impostos a terceiros, mas que não fazem parte do mecanismo de mercado. Pode-se pensar em efeitos colaterais sobre pessoas não envolvidas com a atividade em questão.

Para ilustrar uma externalidade comum, considere a instalação de uma fábrica em uma determinada região e a poluição que a atividade produtiva poderá provocar. O lançamento de poluentes no ambiente (fumaça, efluentes, resíduos) é um exemplo de uma externalidade que afeta negativamente a população local.

Quais os tipos de externalidades existentes?

As externalidades podem ter naturezas sociais, econômicas e ambientais. Além disso, esses efeitos podem ser positivos (benefícios) ou negativos (prejuízos ou danos), mas serão sempre indiretos, ou seja, são consequências nem sempre planejadas.

Assim, no exemplo anterior da fábrica instalada na região, existe também uma externalidade positiva, que é a geração de empregos para os moradores e desenvolvimento daquela área. Dessa forma, uma mesma atividade pode gerar externalidades positivas sociais, assim como negativas ambientais.

Quais os principais impactos das externalidades?

A ocorrência de externalidades invariavelmente traz impactos para a sociedade envolvida e para a própria empresa. Nesse sentido, podem ser considerados exemplos de impactos negativos:

  • impactos ambientais: contaminação de corpos d’água e do lençol freático, poluição do ar, poluição sonora, supressão de vegetação local;
  • impactos econômicos: perda de recursos extrativistas (coleta, pesca) por intervenção ambiental;
  • impactos sociais: dispensa de mão de obra pela automatização de processos produtivos; complicações pelo volume de trânsito com o incremento nas vendas de automóveis.

Como reduzir os efeitos negativos das externalidades?

A necessária e urgente redução de muitos impactos negativos provocados por externalidades sinalizam a demanda por controle próprio das empresas e por mecanismos de regulação de impostos. Ao mesmo tempo, é preciso considerar a importância do estímulo às externalidades positivas.

Assim, o desenvolvimento de políticas públicas de viés socioambiental voltadas para a diminuição dos custos impostos à sociedade precisa ser discutido e implantado. As organizações produtivas devem participar de movimentos nesse sentido tomando iniciativas especialmente junto ao segmento onde atuam.

Da mesma forma, é preciso um esforço dedicado das empresas para inicialmente fazer um diagnóstico das principais externalidades que provocam. Em seguida, uma análise das possíveis medidas de redução que poderiam ser implementadas internamente deve subsidiar um adequado planejamento para esse fim.

Como você pode ver, saber o que é externalidade e como agir constitui assunto sério cuja complexidade, no entanto, vem fazendo com que qualquer iniciativa acabe postergada. Por essa razão, é urgente a movimentação dos setores governamentais e privados para promover maior dinamismo ao assunto.

Você já conduziu uma avaliação de sua empresa quanto às possíveis externalidades que gera? Mantenha-se atualizado: assine nossa newsletter.

Se você quiser saber mais sobre a SAFE, visite nosso site no endereço www.safesst.com.br. Caso queira entrar em contato diretamente conosco, clique aqui.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.