Apesar de serem essenciais para a vida humana, indústria e meio ambiente estão em constante disputa, pois os meios de produção causam grandes impactos que acabam repercutindo na fauna e flora. Entre todas as indústrias responsáveis pelos danos ambientais, o setor de petróleo lidera o ranking.

Além de contaminarem o ar, as indústrias petrolíferas utilizam técnicas para detecção de petróleo que causam desequilíbrio na vida aquática. E ainda há casos de vazamentos, que são responsáveis por destruir a vida marinha e de outros seres vivos que dependem da água para sobreviver.

Para que isso deixe de acontecer, é necessária a divulgação das ideias e implementação de práticas de desenvolvimento sustentável. Neste post, explicaremos o que é o desenvolvimento sustentável, abordando os impactos das indústrias no meio ambiente e algumas alternativas para diminui-los. Confira!

O que é desenvolvimento sustentável?

Nos últimos tempos muito tem se falado sobre desenvolvimento sustentável e sobre a forma como a relação entre indústria e meio ambiente precisa se desenvolver para evitar impactos negativos na natureza. É de suma importância, portanto, que os empresários da área entendam esse tema.

A relevância do tema pode ser confirmada pelo fato de o Ministério do Meio Ambiente divulgar materiais sobre o assunto, tendo como base discussões que foram realizadas no evento Rio+20, em 2012. O evento, sediado no Rio de Janeiro, discutiu a renovação e o compromisso político com as questões que envolvem o desenvolvimento sustentável.

Em suma, o desenvolvimento sustentável se caracteriza pela busca de meios para suprir as necessidades da sociedade atual sem comprometer as gerações futuras. Trata-se de atitudes que garantam que possamos continuar produzindo bens de consumo sem que a natureza seja prejudicada.

Para que isso aconteça, é necessário que haja uma harmonização entre as atividades econômicas, produtivas e sociais. As indústrias necessitam trabalhar para buscar meios de produzir, poluindo menos, sem eliminar dejetos nos mares e rios, por exemplo. Campanhas de reciclagem, como as de embalagens retornáveis, também devem ser promovidas pelas empresas. Dessa maneira, diminui-se a necessidade por mais matéria-prima e também cria-se um senso de coletividade entre os consumidores.

Quais são os principais impactos das indústrias no meio ambiente?

A poluição causada pelas indústrias causa diversos impactos diretos no meio ambiente. Veja a seguir!

1. Contaminação da água

A atividade industrial é uma das principais causadoras da poluição dos nossos corpos hídricos. Isso porque grandes indústrias despejam toneladas de resíduos tóxicos em rios, prejudicando o ecossistema e tornando a água imprópria para o consumo. Como consequência, além do desequilíbrio ambiental, essa prática ainda traz sérios danos à saúde da população que vive próxima aos locais contaminados.

Para se ter uma ideia da dimensão do problema, um estudo recente mostrou que a poluição tomou conta de 70% das águas dos rios no Brasil.

2. Devastação de florestas

O crescimento urbano e industrial também foi responsável pela devastação das florestas brasileiras, gerando desequilíbrio na fauna e flora. E com a redução da mata nativa, diversos animais e plantas foram extintos ao longo dos anos. Ainda existem espécies ameaçadas e que podem desaparecer do planeta muito brevemente.

Segundo reportagem do G1, apenas entre os anos de 2017 e 2018 houve um crescimento de 13,7% no desmatamento da Amazônia.

3. Poluição do ar

A poluição do ar também é pauta constante no embate entre indústria e meio ambiente, afinal, todos os dias são lançadas toneladas de gases tóxicos (óxido de enxofre, óxido de nitrogênio e monóxido de carbono) na atmosfera. Esses gases pioram a qualidade do ar que respiramos e são responsáveis por diversas doenças respiratórias, como bronquite, rinite e asma.

Dados revelados pelo Ministério da Saúde mostram que as mortes no Brasil devido à poluição do ar aumentaram 14% nos últimos 10 anos, o que revela a relevância do tema.

NR 37

4. Aquecimento global

Importante ressaltar que existem dois tipos de efeito estufa: o natural e o artificial. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, o efeito estufa natural é importante e é vital para algumas espécies, pois tem a função de manter a temperatura em níveis que permitam seu desenvolvimento.

Já o artificial, é o efeito fruto da atividade humana, e que tem um impacto determinante no aquecimento da temperatura global.  A principal causa desse problema é o lançamento de gases tóxicos na atmosfera devido à utilização de petróleo, gás e carvão. A destruição das florestas tropicais também contribui para o quadro negativo. Todas essas transformações trazem impactos na forma de calor cada vez mais intenso, chuvas ácidas e mudanças climáticas.

Prova disso é um relatório do IPCC, (sigla em inglês para Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), que revelou que 8% das terras do Brasil já sofrem impactos de desertificação por conta do aquecimento global.

5. Alteração da fauna e flora

A poluição causada pelas indústrias não gera apenas prejuízos para os seres humanos, mas também para os animais e para a vegetação nativa de uma região. Exemplo disso pode ser visto na recente tragédia envolvendo o rompimento de uma barragem de empresa de mineração, na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais.

Diversas plantas morreram por conta do lamaçal e não há garantia que elas voltem a crescer na paisagem. O mesmo aplica-se aos animais, conforme mostra uma matéria produzida pelo jornal O Globo. A publicação mostra que testes realizados na região comprovaram que o derramamento dos rejeitos causou a morte de diversas espécies e também provocou mutações e anomalias em embriões de peixes.

Segundo a mesma reportagem, a taxa de mortalidade dos animais foi de 100% próximo à mina.

6. Desbalanço da cadeia alimentar

Ainda falando sobre Brumadinho, um especialista foi entrevistado sobre o assunto em reportagem feita pelo Jornal da USP. Segundo ele, muitas espécies da vegetação serão extintas na região por conta do desastre. Isso ocasionará a falta de alimentos para os animais, que acabarão migrando para outras regiões, desequilibrando o biossistema. A grande migração de pássaros, por exemplo, causa o aumento da quantidade de insetos, o que, por sua vez, gera tendência à elevação de epidemias, visto que muitos desses insetos são transmissores de doenças.

Dessa maneira, como podemos perceber, há um desbalanço na cadeia alimentar e um impacto no equilíbrio ambiental. Quando não existe a vegetação que alimenta os animais, eles podem deixar de existir. Todos esses problemas ao ecossistema afetam diretamente o desenvolvimento sustentável.

Quais são as alternativas para reduzir os impactos?

Embora gere problemas, o setor industrial é essencial para a economia e para a vida humana, pois ele é responsável pela produção de bens de consumo e ainda gera milhões de empregos diretos e indiretos. Não dá para imaginar o mundo sem a indústria. O que as empresas devem fazer é tomar providências para que os impactos negativos ao meio ambiente sejam reduzidos ao máximo. Um bom começo é praticar medidas sustentáveis, como a reutilização da água e o gerenciamento correto de resíduos tóxicos, por exemplo.

Para ajudar nessa difícil tarefa, as indústrias também podem contratar empresas especializadas na gestão de riscos ambientais, como a SAFE. Essas companhias são capazes de analisar os impactos que a atividade industrial causa no meio ambiente e propor soluções eficazes para, se não eliminar, ao menos reduzir o problema.

Quando indústria e meio ambiente estão em harmonia, todos são beneficiados: a sociedade, que ganha qualidade de vida; os recursos naturais, que são preservados; e as organizações, visto que práticas sustentáveis reduzem custos na empresa.

Agora que você conhece os principais impactos causados pela indústria e já sabe como reduzi-los, está na hora de entender a importância de uma gestão comprometida com o meio ambiente, lendo nosso artigo!

Se você se interessou pelo assunto e quer implantar em sua empresa um sistema de produção sustentável, entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo!

Se quiser saber mais sobre a SAFE, visite nosso site no endereço www.safesst.com.br.

NR 37

Autor

10 Comments

    • SAFE Reply

      Olá Julio,

      Obrigado pela mensagem e pela confiança. Seu e-mail já está em nosso cadastro. Para que o processo fique completo solicitamos que entre no nosso blog (https://blog.safesst.com.br/) e te inscreva para receber nosso conteúdo em primeira mão.

      Um abraço

    • SAFE Reply

      Obrigado Lucas pelo feedback. É muito importante sabermos que nossos posts estão sendo bem recebidos e agregam valor. Se tiveres alguma sugestão, fique a vontade para nos contar. Um grande abraço

    • SAFE Reply

      Obrigado pela mensagem e pelas palavras Andre. É muito bom saber que o que publicamos é útil. Continue nos acompanhando e enviando seus feedbacks.

    • SAFE Reply

      Que bom Stick, que nosso conteúdo te ajudou. Fique a vontade para acessar nosso blog, que certamente tem muito mais informação. Se precisares de algo, nos acesse pelo contato@safesst.com.br.

      Um grande abraço,

  1. Flávio goto Reply

    Valeu pela publicação deste conteúdo.Me ajudaram bastante ,com a aprendizagem e trabalho de escola . Obrigado

    • SAFE Reply

      Que ótimo Flavio. Ficamos felizes que nosso conteúdo te ajudou. Se precisares de algo mais não deixe de nos contatar. Um grande abraço

Escreva um comentário

Share This