O ambiente de trabalho deve ser um lugar seguro e confortável para o trabalhador. No entanto, qualquer atividade oferece riscos e perigos, por mais simples que seja. Por isso é importante identificar um a um para preveni-los.

Mas, não basta somente mostrar quais são. Para que a prevenção seja eficiente, ela tem que ser revista e executada em conjunto com todas as partes envolvidas. Há riscos e perigos relacionados às aplicações financeiras, discriminação e roubos, e também aqueles ligados à saúde, meio ambiente e segurança. Neste artigo, vamos nos ater aos últimos três citados.

O que é risco?

Apesar de parecerem palavras sinônimas, risco e perigo têm significado diferentes. Na prática, risco é a probabilidade de algo acontecer e perigo é inerente a atividade. Vamos aos exemplos:

Risco à saúde

Um determinado fabricante de produtos de limpeza utiliza compostos químicos que podem causar alguma doença quando não manipulados corretamente. Então, podemos dizer que essa função oferece algum risco à saúde do trabalhador e esse risco está associado ao manuseio incorreto.

Risco ao meio ambiente

Uma empresa utiliza o solo para plantar seus grãos, que passarão por um processo industrial e chegarão às prateleiras do Brasil inteiro. O risco implícito é o da exploração exacerbada empobrecer e esgotar os recursos do solo.

Risco à segurança

Um operador de uma caldeira destinada a aquecer líquidos ou cocção de alimentos está exposto constantemente ao risco de um acidente ou queimadura. A atividade é perigosa em si, porém o risco desse perigo afetar a saúde ou a segurança do operador está diretamente ligado às medidas de controle (EPIs, EPCs, treinamento, etc.).

O que é perigo?

Em se tratando da NR-1 – Prevenção em Segurança e Saúde no Trabalho que passou por consulta pública, mas ainda não foi aprovada,  o termo “Perigo” foi substituído pela expressão “Fonte de Risco”, ou seja é uma característica intrínseca à atividade que está sendo executada. Veja os exemplos:

Perigo à saúde

Um aparelho de radiação oferece perigo de contaminação para o técnico que opera o equipamento. Essa é uma situação de perigo, pois, o risco de contaminação existe e depende das medidas de controle para que a atividade seja mais segura ou menos segura.

Perigo ao meio ambiente

A manipulação de uma bactéria em um laboratório é uma atividade que leva perigo ao meio ambiente. A probabilidade de que ocorra algum dano, é inversamente proporcional às medidas de controle utilizadas para sua manipulação, ou seja, melhores e mais eficazes medidas minimizam o risco, porém o perigo da atividade continua.

Perigo à segurança

Um motorista faz uma rota de entrega de produtos por uma via com altos índices de acidentes. Isso é considerado um perigo à sua segurança, pois, há uma chance de sofrer um acidente de carro.

O que é gestão de risco?

Para administrar os riscos e perigos inerentes a determinadas atividades, é necessário implantar uma gestão de risco. Somente ela é capaz de definir um conjunto de ações estratégicas para identificá-los, conduzi-los e preveni-los.

Além disso, a gestão de risco atua na melhoria do ambiente de trabalho e não só no momento em que algum evento danoso ocorre.

A principal vantagem de gerir os riscos é atuar em diversas frentes do trabalho. Por exemplo, se uma nova atividade é planejada dentro da empresa, a gestão de risco tem o seu papel. Ou quando o setor sofre significativa mudança, é importantíssimo que a gestão de risco estude, analise e interfira nas alterações para deixar o ambiente e execução da atividade mais seguros.

Como prevenir?

A melhor forma de prevenir os riscos e perigos dentro da sua empresa é contar com uma consultoria com experiência na área de gestão de riscos, assessoria em saúde ocupacional, segurança do trabalho e meio ambiente.

Você precisa ter em mente que o gerenciamento dessa matéria envolve uma série de profissionais como engenheiros, médicos, técnicos, enfermeiros e exige suporte com soluções multidisciplinares, especializadas e sustentáveis. Se a sua empresa não conta com toda a infraestrutura, está na hora de pensar em contratar uma consultoria em gestão de risco.

Se você tem interesse em descobrir mais como prevenir os riscos e perigos no ambiente de trabalho, leia o nosso artigo sobre os 5 motivos para contratar uma consultoria em gestão de riscos.

Autor

Escreva um comentário

Share This