Riscos mecânicos: entenda mais sobre eles!

Em um ambiente de trabalho estamos expostos a diversos riscos ocupacionais como físico, químico, biológico e ergonômico. No entanto, um tipo muito comum que aumenta a probabilidade de causar acidentes de trabalho são os riscos mecânicos.

Os riscos mecânicos podem surgir em diversas situações, mas estão mais propensos a eles os colaboradores que atuam nas áreas de manutenção, realizando atividades preventivas e corretivas, muitas vezes em função de tecnologias impróprias e das condições do ambiente físico de trabalho.

Para entender um pouco mais sobre o assunto, preparamos este post com os principais pontos referentes aos riscos mecânicos. Continue com a leitura e confira!

O que são os riscos mecânicos?

São aqueles relacionados com a falta de segurança no ambiente e nos equipamentos, devido à desorganização, sujeira, inexistência ou falha nos procedimentos operacionais e treinamentos, além do uso inadequado de ferramentas que podem trazer danos à integridade física e saúde do trabalhador.

Dessa forma, os riscos mecânicos estão relacionados a objetos comuns e podem estar presentes em qualquer área de trabalho, e os principais são:

  • risco de queda;
  • corte por determinados objetos;
  • risco de esmagamento, perfuração e pancada.

E tem como causas principais:

  • arranjos físicos deficientes;
  • equipamentos e maquinários sem a proteção adequada;
  • armazenamento inadequado, entre outras.

Como prevenir os riscos mecânicos?

Para prevenir os riscos mecânicos e manter os trabalhadores protegidos, é preciso investir em inspeções de segurança no local de trabalho. A realização da inspeção deve ser feita por profissionais da área para identificar os riscos e estabelecer ações preventivas e corretivas previstas no PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos).

Contudo, as áreas administrativas, produção e manutenção também são responsáveis por contribuir para prevenir os possíveis riscos no ambiente de trabalho. Além disso, é importante frisar que nenhum colaborador deve executar suas tarefas sem a devida proteção, expondo-se de maneira deliberada ao risco da atividade, pois essa condição potencializa a probabilidade de transformar um risco em um acidente com consequências imprevisíveis, inclusive colocando a própria vida em risco.

Dessa forma, as ações e procedimentos que visam identificar, reduzir e prevenir os riscos mecânicos são:

  • fornecer e utilizar os EPIs e EPCs adequados para a atividade;
  • isolar as fontes de energia e seguir o que está estabelecido na NR 10;
  • realizar a manutenção adequada dos equipamentos e máquinas;
  • isolar e sinalizar materiais inflamáveis;
  • sinalizar bloqueios do local de manutenção;
  • instalar guarda-corpos e corrimões em escadas;
  • dispor de dispositivos de alerta que devem ser facilmente percebidos;
  • padronizar procedimentos e realizar treinamentos constantemente;
  • identificar e sinalizar áreas perigosas de máquinas.

Dessa forma, além das inspeções frequentes, a implantação de uma política de segurança adequada e a conscientização dos colaboradores podem contribuir reduzindo de maneira significativa os danos pessoais e os prejuízos causados por paradas no trabalho, bem como os possíveis acidentes e suas consequências, devido aos riscos mecânicos. Principalmente nas indústrias, onde a cobrança econômica e social relacionada aos cuidados com os funcionários é muito alta. Por isso, a saúde, a segurança e o bem-estar dos colaboradores também devem ser prioridade nas organizações.

Gostou do conteúdo? Têm dúvidas, esclarecimentos ou sugestões sobre o assunto? Então entre em contato conosco e conte com uma equipe treinada para melhor atendê-lo.

Quer saber mais sobre a SAFE, então visite nosso site no endereço www.safesst.com.br.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.