Segurança do trabalho para equipes terceirizadas: como funciona?

Muitas organizações delegam algumas de suas tarefas e de seus serviços a empresas especialistas naquela atividade. Esse processo é chamado de terceirização, mas, mesmo quando é vantajoso, nem sempre a gestão da companhia terceirizada está alinhada com a cultura e os valores da contratante.

Por isso, a segurança do trabalho para equipes terceirizadas deve ser analisada de perto. De acordo com a Lei nº 13.429/2017, é responsabilidade da contratante garantir segurança, higiene e salubridade aos colaboradores no local de trabalho.

Além disso, mesmo que os encargos trabalhistas sejam de responsabilidade da terceirizada, se ela se ausentar, a Justiça pode acionar a contratante. Neste texto, apresentamos boas práticas para a gestão de equipes terceirizadas em termos de segurança do trabalho, para proteger os trabalhadores e evitar incidentes. Acompanhe!

Invista em palestras e treinamentos

Se a empresa não se preocupa com a proteção dos funcionários, dificilmente eles prestam atenção a esse detalhe. Por isso, é importante, desde a contratação, oferecer treinamentos às equipes para mostrar a relevância de cumprir os procedimentos de segurança referentes às atividades executadas.

As palestras podem ser aliadas importantes nesse aspecto, principalmente se forem dinâmicas e deixarem o trabalhador à vontade para opinar e tirar dúvidas. Até mesmo um bate-papo informal com os gestores pode ajudar a fixar a ideia de seguridade.

Um bom exemplo, simples de implementar e com alta eficácia é o DDS (Diálogo Diário de Segurança), já abordado em um dos nossos posts.

Eleja lideranças terceirizadas

A dificuldade dos funcionários terceirizados de se subordinarem aos supervisores da contratante é um empecilho comum que pode colocar a vida de muitos em risco. Por isso, é importante que cada equipe escolha seu líder, que será um porta-voz para reportar tudo o que ocorre aos gestores.

Esse líder será responsável por fiscalizar as atividades, para evitar a ocorrência de incidentes. Isso facilita o trabalho dos gestores da contratante já que, muitas vezes, o número alto de trabalhadores pode dificultar o controle.

Proporcione um ambiente saudável

É de extrema importância que sejam respeitadas as normas de segurança na execução das tarefas, mas é imprescindível que o local seja propício para uma rotina laboral saudável. Assim, a contratante precisa se preocupar com a utilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) e coletiva (EPCs).

É necessário saber se o material está em boas condições de uso e se há um número suficiente de peças para atender a todas as equipes. Caso não haja, é essencial fornecer o que falta.

Estabeleça um processo de auditorias periódicas

Um ponto muito importante, que não pode ser negligenciado, é a responsabilidade do contratante em garantir a segurança, higiene e salubridade para os contratados. Como essa garantia está intimamente ligada à natureza da atividade e por consequência a normas regulamentadoras específicas, uma boa prática é estabelecer um processo de auditorias periódicas que visam monitorar o grau de conformidade das práticas e processos da contratada com as normas pertinentes e, caso se identifique alguma “não conformidade”, sejam construídos planos de ações para endereçar esses pontos, que também devem ser acompanhados periodicamente.

Considere contratar um serviço de gestão de segurança

Mesmo que a companhia tenha um engenheiro e um médico do trabalho, engajar os trabalhadores pode ser um problema. Então, contratar uma empresa especializada em gestão de riscos e em segurança e saúde ocupacional pode ajudar na rotina da empresa e auxiliar na tarefa de construir uma cultura de segurança.

Pronto! Agora, você conhece algumas boas práticas e formas de gerenciar a segurança do trabalho para equipes terceirizadas. Lembre-se de que uma gestão eficiente evita situações de risco e garante um ambiente de trabalho saudável.

Gostou deste conteúdo? Então, entre em contato conosco e conheça nossos serviços de gestão de riscos, consultoria e assessoria em saúde ocupacional, segurança do trabalho e meio ambiente. Se você quer saber mais sobre a SAFE, acesse nosso site www.safesst.com.br.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.