Segurança do trabalho no transporte de carga: veja 5 boas práticas

O transporte de cargas é um serviço que envolve certos riscos. As viagens pelas estradas, mesmo que dentro de uma única cidade, estão expostas a várias possibilidades negativas, como roubo de carga, acidentes, defeitos no veículo, etc. Isso pode prejudicar a segurança do condutor, da carga e de outras pessoas próximas. Por isso, é importante investir na segurança do trabalho no transporte de carga.

Ao focar na prevenção, você não só garante a melhor qualidade e eficiência do serviço prestado como também evita uma série de perdas eventuais resultantes de acidentes e incidentes. Ao promover a segurança da sua equipe, você também melhora suas chances de manter os profissionais mais motivados e capacitados, garantindo entregas rápidas e eficientes.

Para ajudar a evitar esses riscos e promover a segurança do trabalho no transporte de carga, separamos aqui 5 dicas. Confira.

1. Faça um mapeamento de riscos

O primeiro passo para conseguir se preparar para qualquer eventualidade é saber quais são os principais riscos envolvidos. Para isso, serve o mapeamento de riscos, um processo no qual você avalia os principais pontos de falha durante o transporte de carga e determina quais são mais prováveis de acontecer. Esses dados serão úteis para definir ações a serem tomadas e quais delas devem ser priorizadas.

2. Padronize e formalize seus procedimentos de segurança

Depois de estabelecer quais ações serão implementadas no transporte de cargas, o próximo passo é garantir que todas essas instruções sejam aplicadas em larga escala. Para isso, você deve criar documentos que expliquem claramente os procedimentos de segurança e como eles devem ser executados no dia a dia. Dessa forma, você evita divergências na forma como as pessoas lidam com esses riscos.

3. Melhore o planejamento de rotas

Uma boa parte da segurança do trabalho no transporte de cargas depende da rota de viagem que será usada. Há muitos exemplos de motoristas que se envolvem em acidentes por estarem em uma estrada mal conservada, ou que têm a carga roubada ao seguirem por um caminho mais perigoso. Ao revisar e otimizar suas rotas, você reduz o número de riscos aos quais todos se expõem.

4. Capacite a equipe para agir com segurança

Assim como as rotas, o comportamento da equipe é fundamental para a segurança. Tanto da carga quanto deles próprios. E não faltam exemplos de motoristas que cometem erros por falta de instrução ou experiência. Em todos os casos, é importante instruir todos os seus colaboradores sobre como dirigir com segurança e o que fazer diante de diferentes eventualidades.

5. Invista na manutenção preventiva da frota

Por fim, mas não menos importante, defeitos nos veículos também são causas comuns de acidentes e atrasos no transporte de cargas. Seja no motor, nos freios, na suspensão ou nos pneus. Sendo assim, para minimizar esses riscos, é necessário ter uma equipe que faça a manutenção preventiva dos veículos antes que eles sejam carregados.

Com essas dicas, você já pode promover a segurança do trabalho no transporte de carga mais facilmente. E se você tiver dúvidas ou dificuldades no processo, pode buscar ajuda especializada para implementar essas práticas.

 Se quiser encontrar essa assistência agora mesmo, entre em contato com a SAFE e veja como podemos auxiliar.

Caso tenha gostado desse post, talvez te interesse por outro relacionado com Segurança do Trabalho para Motoristas.

Para conhecer mais sobre a SAFE, visite nosso site no endereço www.safesst.com.br.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.