Garantir a saúde e segurança dos seus colaboradores é mais do que uma obrigação legal, sendo também um compromisso ético da sua empresa com a equipe. Para regulamentar essa questão, foram criadas as Normas Regulamentadoras (NRs) que propõem uma série de medidas como, por exemplo, o Programa de Proteção Respiratória (PPR).

É essencial que você entenda quais são aplicáveis na sua empresa e o que propõe cada uma delas para garantir a integridade física dos profissionais do seu negócio. Entre elas, estão a NR 9 e a NR 15, que tratam sobre os riscos ambientais e o trabalho em ambiente insalubre, respectivamente. Ambas estão relacionadas às diretrizes do PPR, que é obrigatório em algumas situações.

Quer saber o que é PPR e como aplicá-lo na sua empresa? Então continue a leitura!

Afinal, o que é PPR?

Dependendo do tipo de atividade desenvolvida na sua empresa, pode ser que haja emissão de partículas que trazem prejuízos para a saúde dos trabalhadores quando inaladas. É sobre isso que o Programa de Proteção Respiratória trata.

Ele consiste em um conjunto de procedimentos que devem ser adotados para preservar a saúde da equipe nesse sentido. Os principais riscos respiratórios são partículas de poeira ou de elementos tóxicos, como fumo metálico ou carvão. Dessa forma, caso exista risco para a saúde do colaborador nesse aspecto, é importante criar e implementar o PPR na empresa.

As suas diretrizes devem ser criadas de acordo com as Normas Regulamentadoras, principalmente a de número 9 e 15. Além disso, é importante que você conte com um profissional de segurança do trabalho para identificar e criar procedimentos para a prevenção dos principais riscos.

Qual a importância do Programa de Proteção Respiratória?

Esse programa é extremamente importante, tanto para a empresa quanto para o colaborador. Isso, porque, riscos respiratórios não são facilmente detectados, o que pode levar à negligência e prejudicar a integridade física da equipe.

Quando você implementa o PPR na empresa, é capaz de identificar esses elementos nocivos e, a partir disso, criar estratégias eficientes para preservar os profissionais. Além disso, esse processo ainda permite que a sua empresa esteja dentro da lei, respeitando as normas de segurança do trabalho estabelecidas.

Portanto, quando você adota o PPR na empresa, o seu colaborador se sente mais seguro e protegido, evitando a exposição a partículas nocivas, quando possível e adotando medidas protetivas se necessário. A empresa também garante a atuação dentro da legislação e da ética e ainda conta com profissionais mais motivados e engajados, que potencializam seus resultados.

Quando o PPR é obrigatório?

A avaliação dos riscos ambientais, incluindo a avaliação da qualidade do ar, é uma obrigatoriedade para a sua empresa. Além disso, é preciso que você identifique todos os produtos químicos utilizados na organização e entenda quais podem liberar partículas tóxicas quando abertos.

Apesar de não consistir no programa em si, esse momento faz parte do PPR e é exigido para qualquer organização. A partir disso, caso sejam identificadas condições insalubres, o PPR deve ser desenvolvido na empresa e é sua obrigação fornecer os equipamentos de proteção corretos e de qualidade para os colaboradores.

Porém, é importante lembrar que, mesmo que a sua empresa não lide com nenhum agente tóxico, o PPR pode ser implementado. Existem regras de conduta que são exigidas em qualquer empresa, como a proibição de fumar em local fechado. Tudo isso contribui com a qualidade do ar que os colaboradores respiram e faz parte do Programa de Proteção Respiratória.

Como você pode perceber, o PPR faz parte de um conjunto de estratégias que devem ser implementadas para garantir a saúde e segurança dos seus colaboradores. Portanto, comece agora mesmo a avaliar os riscos aos quais eles estão sujeitos e a elaborar o seu Programa de Proteção Respiratória.

Quer saber como fazer isso? Então entre em contato com a SAFE agora mesmo. Somos especializados em gestão de risco e podemos oferecer soluções de excelência para o seu negócio!

Se você quiser saber mais sobre a SAFE, visite nosso site no endereço www.safesst.com.br.

Autor

Escreva um comentário

Share This