Manter a equipe engajada é uma das maiores prioridades para qualquer empresa. Quando isso é feito, os profissionais comprometem-se e entregam resultados fora da curva, beneficiando a companhia de um modo geral. A questão é: quais táticas usar para isso?

É possível falar sobre a necessidade de treinamento das equipes, bem como de melhoria da comunicação e construção de um forte senso de meritocracia. Para tanto, é preciso que o gestor saiba planejar, executar e controlar o que deve ser feito.

Pensando em tudo isso, criamos um guia para você. Hoje, vamos lhe ensinar como manter uma equipe engajada, pronta para conquistar grandes resultados. Confira!

1. Estabeleça um objetivo claro

O objetivo representa onde a empresa deseja chegar. Geralmente é mais ambicioso e demanda um empenho maior da equipe. Quando não há um objetivo claro, é provável que não haja um alinhamento do time de trabalho, interferindo, consequentemente, na performance.

Um bom objetivo é definido no padrão S.M.A.R.T., uma criação de George Doran. Para tanto, deve ser: específico, mensurável, atribuível, realista e temporal (com prazo bem definido). Desse modo, todos entenderão com exatidão onde devem chegar.

2. Invista na meritocracia

A meritocracia se refere ao “fazer por merecer” dentro da empresa, ou melhor, recompensar cada profissional de acordo com sua performance. Quando isso é feito, os profissionais talentosos costumam ficar mais engajados, comprometidos e focados.

Para instaurar esse senso, inicie associando os resultados às recompensas que tenham valor para os trabalhadores: pode ser um almoço com acompanhante ou um dia de folga remunerada. A construção de um plano de cargos e salários também ajuda bastante.

3. Mantenha a equipe treinada

Quando os profissionais estão treinados, conseguem desempenhar suas tarefas diárias com qualidade, rapidez e, o mais importante, segurança. Então, é preciso implementar formas de desenvolver as competências necessárias na equipe.

É possível destacar treinamentos de prevenção de riscos e de preservação da saúde e da segurança no manuseio de máquinas e equipamentos nas operações diárias. Desse modo, é possível demostrar que valoriza os profissionais, tem ações para diminuir ou eliminar os acidentes internos e quer tornar-se uma empresa modelo nesse quesito.

4. Aprimore o diálogo interno

A comunicação sempre existe dentro da empresa, mas se não for planejada adequadamente, deixa espaço para fofocas e conflitos interpessoais. Nesse processo, é preciso implementar novos canais oficiais e formais de comunicação, como murais de recados, jornais internos, reuniões informativas periódicas e aplicativos mobile, entre outros.

Além disso, é importante que toda a liderança se comprometa com o assunto. O principal responsável pela qualidade na comunicação é o próprio líder da equipe. Ele deve ser o exemplo que deseja ver em seus funcionários e cascatear periodicamente informações claras e objetivas a seus subordinados.

5. Dissemine a disciplina diária

Grande parte do expediente de trabalho é perdido com atividades ineficazes, como a consulta aos e-mails ou reuniões demasiadamente longas. Para eliminar essa fraqueza, é preciso ter disciplina e gerenciar eficazmente o tempo da equipe.

Uma ferramenta que pode ser usada é a matriz do tempo, que ganhou popularidade com o livro “Os 7 hábitos de pessoas altamente eficazes” de Stephen Covey que a grosso modo, consiste na divisão das atividades diárias em importantes e não importantes, depois urgentes e não urgentes. Você e sua equipe devem focar nas atividades importantes, eliminando as demais.

Com essas dicas, você conseguirá conquistas exponenciais. Uma equipe engajada é um grande diferencial competitivo, capaz de colocar todo o empreendimento à frente da concorrência.

Gostou do nosso conteúdo? Já sabe como manter sua equipe engajada? Então, aproveite para continuar aprendendo conosco. Assine nossa newsletter e receba nossas novidades sobre gestão de riscos, segurança no trabalho e liderança de equipes em seu e-mail.

Autor

Escreva um comentário

Share This