Em busca de uma maior preservação da natureza, a sociedade tem pressionado cada vez mais as empresas a implementarem uma gestão ambiental nos seus processos. Mas o que muitos não sabem é que essa administração dos recursos vai muito além da conservação do meio ambiente, incluindo também o bem-estar coletivo e o crescimento econômico.

Continue lendo este post e confira a importância da gestão ambiental para as organizações!

O que é a gestão ambiental empresarial?

A gestão ambiental nas companhias consiste em um processo administrativo com foco na sustentabilidade, ou seja, nos aspectos econômico, social e ambiental.

Essa gestão visa aliar a utilização racional dos recursos naturais com a busca do lucro e com a adoção de práticas e políticas de responsabilidade social.

Assim, é possível solucionar os problemas de caráter ambiental, mitigar os possíveis impactos negativos gerados pela empresa, garantir o bem-estar dos funcionários e clientes e, ainda, manter a competitividade no mercado.

Qual é a importância desta gestão?

Todas as companhias estão submetidas às regulamentações ambientais vigentes no Brasil, por isso, é fundamental adotar esse sistema de gestão para que a empresa esteja em dia com as mesmas e não corra o risco de sofrer penalidades.

Outro ponto relevante da gestão ambiental é a melhoria da imagem do empreendimento no mercado. Com a crescente conscientização da sociedade, os clientes têm dado preferência às organizações que tenham responsabilidades socioambientais e as demonstrem na prática.

A partir do estabelecimento de uma relação ética com funcionários e fornecedores, há a garantia do bem-estar dentro do ambiente de trabalho e, em consequência, há o aumento da produtividade.

O gerenciamento dos recursos naturais é importante, inclusive, do ponto de vista econômico, pois evita desperdícios e gera economia. Com essa redução de custos, há um aumento da competitividade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

Ainda sob o aspecto econômico, a gestão ambiental pode contribuir para o aproveitamento de resíduos e rejeitos gerados. O que seria descartado, pode ser vendido como insumo para outras organizações ou pode ser utilizado dentro do próprio processo produtivo, agregando valor aos produtos da companhia.

Com base em todos esses motivos apresentados, é fundamental que as empresas adotem uma gestão comprometida com o meio ambiente e, assim, construam uma imagem positiva para o mercado.

Benefícios da gestão ambiental nas empresas

A gestão ambiental nas instituições gera inúmeros benefícios, começando pelo cumprimento do arcabouço legal, que previne a ocorrência de processos, penalidades e paralisação das atividades. Ao seguir a legislação, as empresas evitam o surgimento de passivos ambientais e as despesas geradas por eles.

Outro benefício é a redução dos custos de produção, já que com o melhor gerenciamento da matéria-prima, há uma diminuição do desperdício. Além disso, é possível controlar a utilização de recursos como água, energia elétrica, papel e outros materiais de escritório, gerando economia em todos os setores.

Essa diminuição dos gastos permite a prática de preços mais competitivos, o que coloca os produtos e serviços da empresa em evidência.

O emprego de procedimentos ecologicamente corretos também contribui para que a organização tenha uma imagem pública diferenciada, criando diversas oportunidades para a captação de novos clientes e para a fidelização dos antigos.

Além de todas essas vantagens, a gestão ambiental no ramo empresarial resulta em diversos benefícios para a sociedade, visto que a redução dos impactos ambientais garante uma melhor qualidade de vida para a população.

Agora que você já sabe sobre a importância da gestão ambiental nas empresas, curta a nossa página do Facebook e fique por dentro de mais informações e novidades!

Autor

Escreva um comentário

Share This