Garantir a segurança dos seus colaboradores é uma questão crucial para a sua empresa. A adoção de medidas de segurança ajuda a reduzir os riscos à integridade física e psicológica de cada membro da equipe, o que pode trazer uma série de benefícios não só para o trabalhador, mas também para a empresa como um todo.

Os programas de Saúde e Segurança do Trabalho podem ajudar no aumento da motivação do time, na diminuição do número de acidentes e, inclusive, na elevação das receitas do negócio. Além disso, os resultados podem ser potencializados e impactarem, de forma positiva, tanto a vida profissional quanto a saúde e o bem-estar fora dos colaboradores fora da empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e tire as suas principais dúvidas sobre segurança do trabalho e qualidade de vida!

Qual o impacto da segurança do trabalho na qualidade de vida? 

O principal objetivo dos processos de segurança do trabalho, como o próprio nome ajuda a inferir, é proteger o colaborador durante a realização das suas atividades no trabalho. Não é só! Existe uma forte correlação entre segurança ocupacional e qualidade de vida, como demonstra a pesquisa  realizada em um canteiro de obras na cidade de Fortaleza (CE).

Além disso, os riscos de óbitos, desenvolvimento de doenças infecciosas e acidentes de trabalho aumentam consideravelmente em ambientes insalubres e sem sinalização. O mesmo vale para a não utilização dos Equipamentos de Proteção Individual  (EPIs) nas mais diversas atividades. Conforme demonstra o Relatório da Organização Internacional do Trabalho, esses agravos estão diretamente relacionados à qualidade de vida de uma pessoa tanto dentro quanto fora da empresa.

Além disso, o conceito de qualidade de vida vai além da integridade física, já que a falta de segurança pode impactar também o lado emocional do colaborador. Estresse, altos níveis de pressão e riscos de acidentes são potenciais desencadeadores de desordens psicológicas. Vale ressaltar que, atualmente, os transtornos mentais ocupam posição de destaque entre as causas de afastamento do trabalho.

Um ambiente seguro eleva a tranquilidade dos colaboradores durante a execução das tarefas, o que ajuda a prevenir a ansiedade e outros transtornos psíquicos. Lembre-se que para promover a qualidade de vida não basta implementar uma política de segurança. É necessário avaliar os processos realizados e a forma como os resultados estão sendo cobrados dos colaboradores e, se necessário, modificá-los. Assim, a sobrecarga e o estresse podem ser reduzidos.

A qualidade de vida influencia a segurança do trabalho?

Se a segurança do trabalho pode aumentar a qualidade de vida, o contrário também é verdadeiro. Afinal, um colaborador saudável, com poucas preocupações, dentro e fora do ambiente de trabalho, que realiza atividades físicas e aproveita uma boa noite de sono, torna-se mais atento, consciente e engajado nas suas atividades profissionais.

Como você viu, segurança do trabalho e qualidade de vida são conceitos intimamente relacionados. Oferecer melhores condições aos colaboradores significa ajudar na prevenção de acidentes e reduzir doenças ocupacionais dentro da organização. Ademais, é sempre bom recordar que construir um ambiente seguro e desenvolver procedimentos saudáveis é uma responsabilidade compartilhada entre empregados e empregadores.

Tem mais! Quando o assunto é segurança do trabalho e qualidade de vida não podemos esquecer das novas tecnologias. A inteligência artificial, por exemplo está se tornando uma grande aliada das empresas nesse ponto.

Quer saber mais sobre a relação entre o uso da tecnologia e a segurança do trabalho? Leia nosso próximo artigo e descubra!

Gostaria de conhecer melhor a SAFE? Então visite nosso site no endereço www.safesst.com.br. Se quiser entrar em contato diretamente conosco, clique aqui.

Autor

Escreva um comentário

Share This