No Brasil os números relacionados aos acidentes de trabalho são preocupantes e mostram a importância de investir na prevenção. Segundo a OIT — Organização Internacional do Trabalho —, o Brasil registra mais de 700 mil acidentes por ano.

Com certeza, você não deseja que a sua empresa entre nesse triste relatório. Mas, o que fazer para impedir que aconteça um lamentável evento com os seus funcionários? A seguir, daremos algumas dicas importantes sobre como prevenir acidentes de trabalho. Acompanhe!

1. Crie um manual de segurança

De acordo com a norma regulamentadora (NR 9.5.2), os empregadores têm a obrigação de comunicar, de modo claro, aos trabalhadores sobre os riscos que o ambiente de trabalho oferece para a sua segurança, além de disponibilizar os meios disponíveis para preveni-los.

Para cumprir essa exigência, é preciso criar um manual de política de segurança. Nessa publicação deverá haver informações sobre:

  • o tipo de trabalho exercido;
  • os agentes de riscos existentes no local;
  • medidas preventivas.

Esse documento será um guia que fará todos os colaboradores seguirem os mesmos procedimentos de segurança.

2. Mapeie as situações de risco

Tanto os trabalhadores, quanto a direção da empresa, devem ficar atentos e evitar expor-se a situações de risco. Por isso, é importante fazer, com frequência, uma análise qualitativa do ambiente de trabalho e verificar um possível, ou já existente, risco no local.

Por outro lado, quando já há o perigo, a análise quantitativa vai demonstrar o que deve ser feito para saná-lo. Enquanto a solução não é encontrada, a empresa deve utilizar placas ou fitas zebradas para o isolamento do local. Os funcionários, por sua vez, devem evitar qualquer aproximação dessa área.

Riscos inerentes ao trabalho

Além de identificar os riscos eventuais, também é importante sinalizar aqueles que fazem parte da função. Por exemplo, o risco de queda é característico do trabalho de um limpador de janelas e, por isso, o trabalhador deve ser conscientizado disso, além de saber como se proteger.

Diagnósticos dos imprevistos

Para uma boa gestão de riscos, também é interessante que os imprevistos passados sejam bem analisados. Um detalhamento preciso de incidentes e acidentes pode ajudar a diagnosticar as causas e evitar futuros problemas.

3. Invista em treinamento

É fundamental possuir um programa de treinamento regular como parte da política interna de segurança da instituição. Dessa forma, os colaboradores tomam ciência do que devem fazer para resguardar-se de acidentes, e também, de como usar corretamente os equipamentos de segurança.

Para reforçar o conteúdo do treinamento, algumas empresas ministram palestras curtas e diárias conhecidas como DDS — Diálogo Diário de Segurança. Esse encontro é focado nos riscos existentes no local de trabalho e nas medidas de prevenção que a empresa adota.

A fim de ter sucesso na elaboração de um programa de treinamento eficiente, algumas organizações contam com os serviços de empresas especializadas nessa área.

4. Incentive o uso dos equipamentos de segurança

É obrigatório fornecer aos colaboradores os equipamentos de segurança para o exercício de suas funções. Um deles é o EPC — Equipamento de Proteção Coletiva —, que visa proteger a área e os equipamentos do local de trabalho. São tipos de EPC:

  • redes de proteção;
  • extintores de incêndio;
  • hidrantes;
  • kit de primeiros socorros

O outro tipo é o EPI — Equipamento de Proteção Individual — que guarda a integridade física do trabalhador. Alguns desses equipamentos são:

  • capacete;
  • protetor auricular;
  • cinto de segurança;
  • botas

Quando a empresa oferece essa segurança, além de reduzir acidentes, melhora as condições de trabalho, aumenta a produtividade e eficiência dos colaboradores e cresce a sua credibilidade perante o mundo corporativo. Além disso, protege seu bem mais precioso: os seus trabalhadores.

O que achou de nosso artigo? Conseguiu entender como prevenir acidentes de trabalho? Então, compartilhe essa informação valiosa nas redes sociais e marque os seus amigos que gostariam de saber mais sobre o tema! Visite nosso site – www.safesst.com.br

Autor

Escreva um comentário

Share This